Os portos são infraestruturas críticas que desempenham um papel importante no crescimento econômico e no desenvolvimento da região em que estão localizados. São um importante motor das exportações, proporcionando às empresas locais o acesso aos mercados internacionais de uma forma competitiva. Os portos europeus ajudam a promover uma economia sustentável, criam empregos, geram riqueza e valor, contribuem para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional e promovem a expansão das indústrias e cidades vizinhas.
Os portos europeus vêm registrando aumentos da temperatura do ar e da água, subida do nível do mar e mudanças nas condições sazonais de chuva, vento e ondas. Além disso, muitos têm experimentado eventos extremos, tais como tempestades, ondas de calor e secas mais frequentes e intensas.
As alterações climáticas representam um risco significativo para as empresas, operações, segurança e infraestruturas e, consequentemente, para as economias locais, nacionais e globais. Para assegurar as operações portuárias nestas condições de mudança e ser capaz de conceber estratégias de adaptação adequadas, é necessária uma compreensão mais profunda dos impactos das alterações climáticas a nível local.
ECCLIPSE centra-se na análise do impacto das alterações climáticas nos portos, desenvolvendo estratégias e ações de prevenção que possam mitigar os seus efeitos.

OBJECTIVO

O objectivo do ECCLIPSE é desenvolver um quadro comum para avaliar os impactos associados às alterações climáticas e à adaptação a esses impactos nos portos do espaço SUDOE.
Os principais resultados do projecto serão:

  • • O desenvolvimento e implementação de uma metodologia comum para garantir a consistência dos resultados a obter em cada porto, utilizando os mesmos critérios técnicos e científicos, de modo que as conclusões tiradas sejam consistentes para toda a rede portuária. Isto facilita a extensão da aplicação a outros portos europeus.
  • • O ECCLIPSE proporcionará os mecanismos para a concepção e implementação das medidas de adaptação dos portos às alterações climáticas. Estas medidas terão uma base científica comum para toda a rede portuária europeia.
  • • Finalmente, os resultados das projecções climáticas serão armazenados numa base de dados climática por porto, o que permitirá o estudo da evolução do impacto das alterações climáticas em locais específicos aquando do planeamento e concepção de novas infra-estruturas portuárias

Orçamento:
€1,045,253€

Orçamento FEDER:
€783,940€

Projecto co-financiado pelo Programa
Interreg Sudoe através do Fundo Europeu
de Desenvolvimento Regional (FEDER)